O vinho é uma das bebidas mais antigas do mundo. Há inúmeros relatos em diversos livros sagrados de diversas religiões. Além de sua técnica ancestral de fermentação, essa clássica bebida precisa ser armazenada da forma correta para que todo o seu sabor, aroma e textura ofereça o seu máximo.

No entanto, como você mesmo já deve ter notado, existe uma infinidade de garrafas de vinho espalhada pelas adegas e lojas especializadas mundo afora. E por qual razão existe essa diversidade tão grande de garrafas?

Se você ficou curioso ou curiosa em descobrir por que de tanto recipiente, fique conosco e confira no artigo a seguir as principais garrafas de vinho.

Quanto ao tamanho das garrafas

Sem sombra de dúvidas o tamanho mais conhecido de garrafa de vinho é o clássico 750 ml. Com exceção da maior garrafa de vinho do mundo, com 3.094 litros e mais de 4 metros de altura, todas as outras garrafas apresentam um tamanho razoável.

Na maioria dos casos, os diferentes volumes guardam uma semelhança na nomenclatura: todos possuem alguma ligação com um rei bíblico. Vamos ver:

• De 1 e meio: Magnum;

• De 3 a 4 litros e meio: Jeroboam , Rehoboam;

• De 6 litros: Matusalém, Imperial;

• De 9 litros: Salmanazar;

• De 12 a 15 litros: Nabucodonosor;

• De 18 litros: Melchior;

• De 20 litros: Salomão;

• De 25 litros: Sovereign;

• De 120 litros: Balthazar;

• De 130 litros: Maximus.

Quanto ao formato da garrafas

No que se refere à forma das garrafas de vinhos, existe no mercado um total de 12 tipos. Geralmente não se inclui na lista aqueles formatos muito específicos de locais ou vendedores particulares que, pra modo de angariar maiores consumidores, cria algo totalmente novo e inusitado. Não é sobre esse tipo excêntrico de garrafa a que estamos nos referindo.

Falamos aqui somente das garrafas consolidadas, que possuem uma longa trajetória na história do vinho. Esses formatos não são meramente estéticos, mas possuem causa e muita técnica para melhor armazenar os diferentes tipos de vinhos.

Confira os principais formatos e suas devidas especificações:

1. Bourdeaux

De coloração verde ou transparente, a garrafa Bourdeuax é uma das mais tradicionais garrafas de vinho. Com pouco pescoço e ombros acentuados, serve para armazenar tanto vinhos tintos quanto brancos, principalmente os Merlot e Cabernet Sauvignon.

2. Do Porto

Outra tradicionalíssima garrafa de vinho é a do Porto, Portugal. A garrafa dos lusos tem a garganta mais cheia e os ombros destacados, o que ajuda no armazenamento da bebida. O principal vinho que vai nessa garrafa é, evidentemente, o do Porto. Todavia, é possível realizar pequenas alterações para o armazenamento de Marsala e Xerez.

3. Borgonhesa

De bojo acentuado e ombros baixos, quase formando um cone, essa garrafa indica que o vinho é proveniente de uvas típicas de Borgonha, como Chardonnay.

4. Renanas
Essa é uma garrafa com contrato de exclusividade: só aceita vinho branco. Tem um formato que chega a ser parecido com o de uma flauta, pois é mais alongada que as outras e quase sem ombros. Comporta vinhos como Riesling e Gewurztraminer.

Gostou do artigo de hoje e quer se informar cada vez mais sobre esse e diversos outros assuntos relacionados? Entre em nosso site e acesse todo o nosso conteúdo preparado exclusivamente para você.