Portugal é considerado um dos maiores produtores de vinho do mundo. E não para por aí! O país entrou na rota como um dos principais destinos para quem deseja fazer enoturismo.

Graças à sua forte tradição vitivinícola, os produtores viram uma grande oportunidade de abrir as portas de suas vinícolas para receber os turistas. O governo local tem investido cada vez mais nesse setor com o objetivo de atrair um nicho de pessoas de todos os cantos do planeta como forma de aquecer a economia.

Se você ama viajar, e é um grande apreciador de um bom vinho, já pensou na possibilidade de unir o útil ao agradável? Portugal, sem dúvidas, vai surpreendê-lo(a) e proporcionar uma experiência única! Se esse lugar nunca esteve na sua lista, neste artigo vamos lhe dar algumas boas razões para mudar de ideia.

Uma imersão na cultura local

Fazer enoturismo em Portugal é uma viagem que ficará marcada em suas memórias para o resto da vida. Será uma oportunidade para conhecer as regiões onde são produzidos os vinhos, entre eles, alguns premiados.

Além de apreciar a bebida de altíssima excelência, você poderá desfrutar também de paisagens deslumbrantes. O país é rico em belezas naturais, arquitetura, culinária, história e também atividades culturais, além de contar com um povo bastante acolhedor.

Você poderá visitar por meio de roteiros criados por agências de turismo, como também criar o seu próprio, caso seja uma pessoa aventureira e que goste de vivenciar tudo por uma perspectiva diferente. Se desejar aprofundar essa experiência, e conhecer melhor a região, opte por pernoitar nos locais.

Conheça os principais destinos

Para os enófilos, pode-se dizer que Portugal é a Disneylândia do vinho. O país dispõe de uma oferta diversificada de regiões, de norte a sul, para quem procura um roteiro de enoturismo. Veja quais são os principais destinos para os viajantes:

Douro e Alentejo

Embora muitas pessoas gostem de sair das principais rotas para explorar lugares exóticos e menos populares, se essa for a sua primeira vez fazendo enoturismo em Portugal, não poderá deixar de fora os dois principais destinos: Douro e Alentejo. Essas regiões, juntas, concentram o maior número de vinícolas do país.

Situado ao Norte, o Vale do Douro já tem a tradição de receber turistas o ano inteiro. Se estiver por lá, não esqueça de incluir uma visita ao Alto Douro Vinhateiro, considerado um Patrimônio mundial da UNESCO. É lá que se fabrica o famoso vinho do Porto. Conheça de perto toda a história de sua fabricação.

Para quem gosta de Moscatel, não deixe de conhecer Favaios. Ela fica apenas 150 km da cidade do Porto. As visitas as adegas e caves poderão ser feitas com guias locais.

O Douro proporciona aos seus visitantes várias opções de coisas para se fazer. São diversas vinícolas e adegas em meio a uma região com pequenos vilarejos, castelos e paisagens de tirar o fôlego.

Já ao Sul do país encontra-se a região do Alentejo. Há alguns anos, chegou a ser considerado o melhor destino para enoturismo no mundo. Se estiver por lá, conheça Évora, que é uma cidade considerada um Patrimônio Mundial da UNESCO por conta da sua arquitetura. Inclua no seu roteiro do vinho: Borba, Redondo, Amareleja/Granja, Portalegre, Redondo, Moura, Reguengos de Monsaraz e Vidigueira

Algarve

Hoje em dia, a região de Algarve, no Sul, é um destino muito procurado pelos brasileiros que desejam visitar ou morar em Portugal. Sabia que ela também é famosa pelo turismo do vinho?

Por conta do turismo comum, o setor vitivinícola sofreu uma depreciação nos últimos anos. No entanto, de uns tempos para cá, o governo vem investindo na sua revitalização. Além do replantio das uvas, as adegas que sobreviveram aos tempos difíceis foram modernizadas e novos métodos de produção de vinhos passaram a ser implantados.

Região central

Próximo a capital, Lisboa, a área central de Portugal também abriga ótimos destinos para quem deseja fazer enoturismo. Não deixe de conhecer cidades como Viseu, Coimbra, Aveiro e Buçaco, que contam com um grande legado histórico.

Lourinhã é a única região no país que produz aguardente vínica (destilado do vinho). Já na Península de Setúbal você poderá experimentar uma variedade de vinhos tinto, branco, rosé e Moscatel.

Ilha da Madeira

Se estiver com disposição para cruzar o Atlântico, poderá se surpreender com os aromas e sabores do famoso Vinho Madeira na ilha que deu origem ao seu nome. Existem centenas de vinícolas especializadas em fabricação de vinhos feitos com uvas Sercial, Boal, Verdelho, Tinta Negra e Malvasia.

Por mais que o seu objetivo principal seja conhecer a rota do vinho, aproveite também para desfrutar de outros produtos locais, como queijos, compotas, azeites, doces artesanais, além da famosa culinária.

Gostou dessas dicas? Tem alguma dúvida de como fazer a sua visita a Portugal ainda mais inesquecível? Conheça o aplicativo do Intelivino. Nele você terá várias dicas sobre o universo do vinho e um guia completo sobre Enoturismo em Portugal.