A África do Sul é um país que tem reconhecida tradição mundial na produção de vinhos. Para ser preciso, o país faz parte de um seleto grupo que é composto por 10 nações, as quais respondem mundialmente por uma boa parte da produção de vinhos.

O sucesso do vinho é tão grande na África do Sul que o país é responsável pela criação da uva Pinotage. Você sabia disso? Na dúvida, continue a leitura e conheça mais sobre a história da criação da uva Pinotage, bem como da relação do país com o vinho.

A criação da uva Pinotage

De acordo com uma matéria produzida pela ViNotícias, a uva Pinotage foi criada em 1925 pela Universidade de Stellenbosch, sendo um resultado direto do cruzamento de duas cascas de uva, a Cinsault e a Pinot Noir. Assim, é um tipo de uva que já vai fazer praticamente 100 anos, faltando apenas 4 anos para que essa idade seja completada.

A uva Pinotage se tornou, cumpre destacar, um dos principais destaques na África do Sul, sendo um importante símbolo de sua relação com o vinho.

Uma história curiosa marca a criação da uva Pinotage. Segundo especialistas da área, por pouco o experimento de criação da uva Pinotage não foi para o ralo. Isso porque a pequena videira que foi plantada na casa de um dos pesquisadores da Universidade de Stellenbosch quase foi arrancada pelo jardineiro do local, crendo ele que se tratava de ervas daninhas. Por sorte, o aluno do pesquisador se antecipou e levou o pequeno experimento para a universidade, onde ele foi protegido.

As principais características da uva Pinotage são: uma casca grossa, é de cor intensa e a polpa é macia. A cor da uva é caracterizada como um azul intenso, tão forte que se aproxima do preto. Além disso, sua maturação é precoce.

A relação da África do Sul com as uvas e vinhos

Como destacamos, a África do Sul é um país que tem forte relação com as uvas, bem como com os vinhos. E lá que são cultivadas algumas das principais uvas utilizadas na produção de vinhos, sendo estas alguns exemplos:

Uva Merlot

Ainda que se trate de um tipo de uva que é mais tradicional na Argentina, o cultivo dela é feito em larga escala na África do Sul. Basicamente, a uva Merlot é feita tendo como parâmetro duas qualidades: a de padrão francês e a de internacional. No primeiro caso, a uva é geralmente utilizada para produzir vinhos que fazem parte do chamado novo mundo. Quanto ao padrão internacional, a uva amadurece rapidamente, podendo ter uma colheita precoce.

Uva Cabernet-Sauvignon

Temos também na África do Sul a uva Cabernet-Sauvignon, que é um dos principais cultivos do país, assim como em todo o mundo. Sua casca é grossa e rica em uma substância chamada de taninos.

Para amenizar a substância taninos na uva Cabernet-Sauvignon, normalmente ela é colhida de forma tardia, o que suaviza esse efeito, bem como garante vinhos de excelente qualidade.

Como se pode visualizar, a África do Sul é um país conhecido mundialmente pela sua relação com vinhos e uvas. Além das uvas que destacamos, outras também são cultivadas no país, como Pinot Noir, Shiraz, Chardonnay e outras.

Para ter acesso a mais informações como estas sobre o universo dos vinhos, não deixe de acompanhar as publicações em nosso site.