Na hora de escolher a taça para apreciar o vinho, a surpresa: formatos, materiais e até bocas diferentes. Isso acontece uma vez que as diferentes taças foram criadas pensando em valorizar a experiência completa em beber vinho, que vai desde a visualização da textura e tonalidade (olhos) do líquido, passa pelo aroma (nariz) e finalmente chega ao sabor e degustação (boca).

Já deu água na boca só de imaginar, não é mesmo? Pensando nisso, separamos na sequência os principais tipos de taças de vinho para você tornar o momento de degustar a bebida ainda mais especial.

Taças para vinhos tintos

As taças Bordeaux são as mais indicadas para degustar vinhos encorpados, com alta concentração de tanino. Apesar do bojo grande esse tipo de taça tem a borda mais fechada, de modo a evitar que ocorra a dispersão dos aromas desse tinto.

Já a borda da taça é mais fina, pensando em direcionar a bebida mais para a ponta da língua – permitindo uma experiência mais imersiva na degustação dos sabores. São exemplos os vinhos Syrah, Cabernet Sauvignon e Malbec.

A taça Borgonha, por sua vez, é aquela no formato de balão. Mais arredondada, ela é indicada para vinhos concentrados, no entanto, com menor concentração do tanino. Essa taça possui boca e bojo mais largos de modo a estimular o indivíduo a apreciar a qualidade de um vinho mais maduro, principalmente no aroma. Pode-se afirmar que essa taça foi pensada exatamente para que o vinho seja sentido em sua essência pelo nariz.

São exemplos de vinhos aqui o Barbera, Grenache e Pinot Noir.

Taças para vinhos brancos

Já os vinhos brancos devem ser preferencialmente consumidos em taças de corpo médio . Sua aba é mais estreita e, assim, distribui o vinho uniformemente para todas as áreas da língua – enfatizando a doçura desse tipo de vinho, assim como seu frescor e a sua acidez equilibrada.

A taça é de corpo menor do que na comparação às anteriores por dois motivos: porque esse vinho deve ser consumido em temperaturas mais baixas; e também porque dessa forma há maior realce nas notas das frutas.

Os mais comuns são os vinhos Sémilon e o Chardonnay.

E os espumantes?

É fato que os espumantes também possuem uma taça mais indicada para seu consumo: a taça flute . Esse tipo de taça tem como principais características a boca estreita e o bojo alto. O objetivo é claro: manter as borbulhas por um período mais longo, além de direcionar e realçar os aromas para o nariz, de modo a potencializar os seus detalhes mais marcantes, o frescor e a delicadeza.

O que mais instiga sua curiosidade?

Agora você já conhece as mais tradicionais taças de vinho e tem a oportunidade de saber mais sobre o universo dessa bebida em nosso blog. Conta para nós: o que você quer saber sobre os vinhos? Convidamos-te a fazer um breve tour em nosso blog e nos contar aqui nos comentários o que mais gostaria de ver por aqui!

Podemos contar com você?